Angra no Canecão (15/12/2006)

Hoje se completa 3 anos do fechamento da tradicional casa de show Canecão, com promessas de reabertura em 2014. Resolvi resgatar um velho texto escrito por mim em 15/12/2006 que não estava disponível em blog ou site algum no intuito de relembrar a data.

********

ANGRA – Aurora Consurgens Tour
Local: Canecão
Data: 15/12/2006

Cheguei junto com meus amigos no Canecão sob uma forte chuva, mas graças a Deus logo que nós fomos para a fila as portas da casa de show foram abertas e dessa forma pudemos nos proteger da chuva enquanto esperávamos o show.

O recinto encheu rapidamente e o público compareceu em peso, não sei se o show chegou a ser “sold out”, mas se não foi deve ter chegado perto disso. Como a abertura para a entrada do público começou as 20h00 e o show estava marcado apenas para às 22h00 a espera pareceu uma eternidade. Quase que pontualmente o show começou no horário previsto.

Era possível sentir uma certa eletricidade percorrendo o público e a explosão de energia logo na primeira música foi algo surpreendente. E surpreendente também foi a performance da banda durante todo o show, fazendo com que um certo estigma de que o Angra não é uma banda boa ao vivo caiu por terra.

O vocalista Edu Falaschi apesar de cometer alguns exageros ao longo do show (principalmente nas caras e bocas que faz durante a execução das músicas) se saiu bem na maior parte das vezes. A dupla baixo-bateria é aquela competência e qualidade que todos conhecem e que acho que ninguém terá a insanidade de questionar. Mas com certeza o grande destaque desse show foram os guitarristas Rafael e Kiko, ambos detentores de uma técnica apuradíssima. Fica até difícil de escolher qual dos dois se saiu melhor (se é que é possível fazer tal escolha), eu particularmente sou um grande fã da técnica do senhor Kiko Loureiro (o único carioca da banda, mas isso é só coincidência).

É de se destacar o fato desse show ter um clima de festa e de comemoração (no caso o aniversário de 15 anos da banda). É por isso que a banda fez a gentileza de colocar mais músicas da fase André Matos no set list (nada mais nada menos que 5 músicas; coisa que a muito tempo eles não faziam), de introduzir uma parte acústica no show (que muitas pessoas acharam chata mas que eu gostei) e também a brincadeira de trocar os instrumentos que cada integrante tocava, o que foi muito maneiro. Também teve o momento em que a banda chamou 15 pessoas do público (representando cada um dos 15 anos da banda) para subir no palco e cantar junto com todos os presentes “Parabéns Para Você”. Foi um momento bastante emocionante para os verdadeiros fãs da banda.

Um momento interessante também foi um vídeo que foi exibido no telão no meio do show (entre o set normal e a parte acústica da apresentação), que trazia um pequeno relato de cada um dos integrantes da banda intercalado com imagens do novo vídeo clip gravado pela banda (da música The Course of Nature). Pelo o que eu pude ver deve ser o melhor clip que o Angra já gravou (o que não é difícil levando em conta que a maior parte dos vídeos gravados por eles são em geral toscos).

Acho que não tem mais nada que valha a pena ser dito sobre esse grande show (acho que seria redundante destacar mais uma vez as qualidades dessa banda) além de umas rápidas considerações:

1) Acho que faltou músicas dos EPs Freedom Call (o único da fase André Matos que não teve uma única música sequer tocada) e Hunters and Prey (desde a turnê do Temple of Shadows que eles não tocam nenhuma música desse EP).
2) Podiam ter tocado mais uma música do álbum Fireworks (Metal IcarusSpeed ou Lisbon).
3) É a turnê de divulgação do novo álbum, então porque tocar apenas 5 músicas novas? Eu esperava ouvir as outras também, especialmente a maravilhosa Passing By.
4) Foi desnecessário Edu Falaschi cantar e tocar a música Pegazus Fantasy. Explico melhor: essa é a música-tema do anime japonês Cavaleros do Zodíaco (Saint Seya no original) e a versão brasiliana da música foi gravada pelo Edu. Mas na minha opinião isso não tem nada a ver com o Angra, e deveria ser deixada para os shows solos do vocalista.
5) A casa de shows Canecão é realmente para a elite da zona sul. Um refrigerante lá saia por 4 R$ (!!!!) e o saquinho de batata frita por 5 R$ (!!!!!!). Ou seja quem quisesse matar a sede com um refrigerante (num dia quente como o de ontem era quase uma necessidade) e comer umas batatinhas para aplacar a fome teria que desembolsar 9 R$. Um absurdo! Acho que gosto mais do Circo Voador, lá os preços da bebida estão de acordo com a realidade vivida no Brasil.
6) Apesar do show ter sido longo (eu saí de lá cansado quase morto) acho que deveria ter tido uma banda de abertura. Considero importante essas bandas já estabelecidas e com grande público darem espaço para outras que ainda estão batalhando para conseguir conquistar fãs. Aqui no Rio de Janeiro então há muitas bandas de qualidade que deveriam ter a chance de mostrar o som que fazem para o grande público.
7) Rafael Bittencourt é melhor vocalista que o Edu Falaschi.

No mais é só isso mesmo. Fica a espera pela volta do Angra no Rio de Janeiro (ainda nem completou 24h00 que rolou o show e já estou com saudades). Para concluir acho que devo elogiar a iniciativa da loja Hard N’Heavy por ter produzido esse show (e eles já anunciaram Blind Guardian para Março de 2007 no Canecão).

Set List:
Unfinished Allegro
Carry On/Nova Era
The Voice Commanding You
Waiting Silence
Wings Of Reality
Z.I.T.O.
Angels Cry
Heroes of Sand

SET ACÚSTICO
Wishing Well
No Pain for the Dead
Abandoned Fate
Late Redemption

VOLTA AO SET NORMAL
Ego Painted Grey
Angels And Demons
Salvation: Suicide
Nothing To Say
Rebirth
The Course of Nature
Deus Le Volt/Spread Your Fire

Come Together (FORMAÇÃO TROCADA: Kiko Loureiro – Vocal, Felipe Andreoli – bateria, Edu Falaschi – guitarra, Aquiles Priester – baixo, Rafael Bittencourt –guitarra)

Smoke on the Water (FORMAÇÃO TROCADA DE NOVO: Kiko Loureiro – bateria, Felipe Andreoli – guitarra, Edu Falaschi – guitarra, Aquiles Priester – baixo, Rafael Bittencourt – vocal)

Anúncios
Esse post foi publicado em Linhas mal traçadas, Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s